30 de set de 2017

São Jerônimo, presbítero e doutor da Igreja

"Ama a Sagrada Escritura e a sabedoria amar-te-á; ama-a ternamente e ela guardar-te-á; honra-a e receberás as suas carícias". Assim costumava a dizer São Jerônimo, tradutor da Bíblia ao latim, cuja festa se celebra neste dia 30 de setembro. Ao recordar este santo, a Igreja celebra também o dia da Bíblia.

O nome Jerônimo significa "que tem um nome sagrado". Este santo consagrou toda sua vida ao estudo das Sagradas Escrituras e é considerado um dos melhores, se não o melhor, neste ofício.

10 de set de 2017

Francisco é “Guardião milenar da terra” nomeado por indígenas

Quase 500 membros da Guarda Indígena da Colômbia e mil representantes de mais de cem povos ancestrais do país receberam o Papa Francisco com um “caminho de honra” na esplanada de Catama, em Villavicencio, nesta sexta-feira, 8 de setembro. O Pontífice presidiu a missa campal no local. O coordenador nacional da Guarda, Luis Alfredo Acosta, descreveu essa recepção como “um caminho de resistência, de harmonia, de encontro entre espiritualidades: a espiritualidade cristã e os povos indígenas”.

Essa organização indígena é composta exclusivamente por membros de povos autóctones que exercem a sua autoridade em seus territórios, muitos deles, duramente afetados pelo conflito. Não usam armas, mas “bastões de poder”, decorados com ornamentos da sua cultura tradicional e, com eles, fazem valer a sua palavra.

Com esses bastões, muito venerados e que ninguém toca, exceto os mesmos guardas, eles criaram uma espécie de caminho de honra para a passagem do Papa Francisco, antes da missa campal. Uma maneira de compartilhar com a Igreja católica um ato ecumênico tão importante para esses povos.

Segundo a agência de notícias EFE, a Guarda Indígena nomeou Francisco como “guardião milenar da terra”, durante aquele que foi considerado um “encontro para a vida, para a resistência”, disse Acosta. Ao dar esse título, acrescentou ele, também foi entregue um dos bastões ao Pontífice.

O líder indígena assegurou que a ocasião também serviu para “perdoar” por todos os danos que considera que a Igreja teria causado, em mais um ato de reconciliação registrado durante a viagem do Papa Francisco à Colômbia: “para os povos indígenas, perdoar é ter harmonia, é a água que corre, é voltar ao ventre da nossa mãe, não portar armas e, por isso, entregar o bastão da paz”, finalizou o coordenador da Guarda Indígena da Colômbia. (AC/EFE)

Fonte: Site CNBB via Radio Caticano

9 de out de 2016

Ano Santo vai se encerrar com Consistório e 17 novos cardeais

Dom Sérgio da Rocha é criado Cardeal
Surpreendendo os fiéis presentes na Praça São Pedro e todos os que o acompanhavam ao vivo pelo rádio, TV e Internet, o Papa anunciou na manhã deste domingo a realização de um consistório para a criação de novos cardeais. O Brasil foi contemplado com a escolha do arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha.

“Com alegria, anuncio que sábado, 19 de novembro, na véspera do fechamento da Porta Santa da Misericórdia, realizarei um Consistório para nomear 13 novos cardeais, de cinco continentes. Sua proveniência, de 11 nações, expressa a universalidade da Igreja que anuncia e testemunha a Boa Nova da Misericórdia de Deus em todos os cantos da terra. A inclusão dos novos cardeais na diocese de Roma manifesta também a inseparável relação existente entre a Sé de Pedro e as Igrejas particulares ao redor do mundo”.

Domingo, 20 de novembro, Solenidade de Cristo Rei, conclusão do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, concelebrará a Santa Missa com os novos cardeais, com o Colégio Cardinalício, os arcebispos, bispos e presbíteros.

Na sequência, Francisco revelou quem serão os novos cardeais:
  • Dom Mario Zenari, que continua como Núncio Apostólico na ‘amada e martirizada’ Síria;
  • Dom Dieudonné Nzapalainga, C.S.Sp., Arcebispo de Bangui (República Centro-africana);
  • Dom Carlos Osoro Sierra, Arcebispo de Madri (Espanha);
  • Dom Sérgio da Rocha, Arcebispo de Brasília (Brasil);
  • Dom Blase J. Cupich, Arcebispo de Chicago (EUA);
  • Dom Patrick D’Rozario, C.S.C., Arcebispo de Daca (Bangladesh);
  • Dom Baltazar Enrique Porras Cardozo, Arcebispo de Mérida (Venezuela);
  • Dom Jozef De Kesel, Arcebispo de Malines-Bruxelas (Bélgica);
  • Dom Maurice Piat, Arcebispo de Port Louis (Ilhas Maurício);
  • Dom Kevin Joseph Farrell, Prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida (EUA);
  • Dom Carlos Aguiar Retes, Arcebispo de Tlalnepantla (México);
  • Dom John Ribat, M.S.C., Arcebispo de Port Moresby (Papua Nova Guiné);
  • Dom Joseph William Tobin, C.SS.R., Arcebispo de Indianapolis (EUA).

Aos membros do Colégio Cardinalício, o Papa decidiu unir ainda dois arcebispos e um bispo, eméritos, que se destacaram em seu serviço pastoral, e um Presbítero que deu claro testemunho cristão. “Eles representam muitos bispos e sacerdotes que em toda a Igreja edificam o povo de Deus, anunciando o amor misericordioso de Deus no cuidado cotidiano do rebanho do Senhor e na confissão de fé”.

Eles são:

  • Dom Anthony Soter Fernandez, Arcebispo Emérito dei Kuala Lumpur (Malásia);
  • Dom Renato Corti, Arcebispo Emérito de Novara (Italia);
  • Dom Sebastian Koto Khoarai, O.M.I, Bispo Emérito de Mohale’s Hoek (Lesoto);
  • Padre Ernest Simoni, Presbítero da Arquidiocese de Shkodrë-Pult (Scutari – Albânia).

Este será o terceiro consistório do pontificado de Francisco, após a criação de 19 cardeais, entre os quais 16 eleitores, em 22 de fevereiro de 2014, e de 20 cardeais (15 eleitores) em 14 de fevereiro de 2015.


Fonte: Rádio Vaticano

1 de out de 2016

CNBB divulga mensagem para as Eleições 2016

Na mensagem, os bispos garantem que somente com a participação cidadã de todos os brasileiros é possível construir um país próspero

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou mensagem para as eleições municipais deste ano. O texto foi aprovado durante a 54ª Assembleia Geral da entidade, ocorrida no mês de abril, em Aparecida (SP). Os bispos dirigem ao povo brasileiro "uma mensagem de esperança, ânimo e coragem". 

A mensagem aborda o momento atual, ressalta o papel dos leigos como sujeitos na política e apresenta os critérios que podem ajudar o brasileiros a escolher seus prefeitos e vereadores neste ano.

Leia o texto na íntegra:

5 de abr de 2016

Assembleia Geral da CNBB abordará missão dos leigos na Igreja e na sociedade



A 54ª Assembleia Geral  (AG) da CNBB acontecerá no período de 6 a 15 de abril, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, em Aparecida (SP). Este ano, o tema central será “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade – Sal da Terra e Luz no Mundo”.

Entidades assinam manifesto "Na busca da Justiça e da Paz"


Texto pede a união da sociedade civil na superação da intolerância e na busca de soluções que priorizem o compromisso com o interesse comum do país.

8 de jan de 2016

Conquistar a paz

Dom Aldo di Cillo Pagotto, sss

Artigo escrito por Dom Aldo Pagotto, Arcebispo Metropolitano da Paraiba.

1 de jul de 2015

Pré-lançamento do curso “A Comunicação na Ação Evangelizadora”


Parceria entre CNBB e EAD Século 21 disponibiliza curso inovador para comunicadores da Igreja.


18 de mai de 2015

Semana de Oração para Unidade dos Cristãos 2015

“Dá-nos um pouco da tua água”. Este é o tema da Semana Nacional de Oração pela Unidade dos Cristãos e Cristãs (SOUC), inspirado no Evangelho de São João e que retrata o encontro de Jesus com a mulher samaritana. O evento ocorre de 17 e 24 de maio e busca refletir sobre a unidade cristã e o diálogo entre as religiões.

10 de mai de 2015

CNBB realiza pesquisa entre os padres do Brasil

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, irá aplicar a partir desse mês de maio, por meio da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, uma pesquisa entre os padres do Brasil para traçar o perfil dos presbíteros diante das diferentes realidades do país. Um questionário está sendo enviado a todos os presbíteros para que cada um, pessoalmente, responda às questões apresentadas.