31 de mar de 2014

Papa aceita a renúncia do bispo alemão acusado de esbanjar dinheiro

A diocese de Limburg terá um administrador apostólico durante a sua sé vacante


A Santa Sé aceitou, no último dia 26 de março, a renúncia de dom Franz-Peter Tebartz-van Elst, bispo de Limburg (imagem ao lado), na Alemanha. A renúncia foi apresentada em 20 de outubro de 2013, após o escândalo da reforma do luxuoso centro diocesano de São Nicolau, que teria custado 31 milhões de euros.

O papa Francisco se reuniu em outubro com o presidente da Conferência Episcopal Alemã, dom Robert Zollitsch, e, embora o bispo não tenha detalhado o conteúdo da reunião com o Santo Padre, afirmou estar contente “porque a comissão examinadora vai começar o seu trabalho. Quanto ao tempo de trabalho da comissão, ainda não tenho como fazer previsões embasadas", declarou ele na ocasião. O próprio dom Tebartz-van Elst viajou a Roma, também no mês de outubro, e teve uma reunião pessoal com o papa.

13 de mar de 2014

Card. Hummes: "O Espírito falou em mim"

Cardeal Claudio Hummes fala escolha de FRancisco
Um ano atrás, a maior parte dos jornalistas, e entre eles, a equipe da RV, não tinha a menor idéia de quem seria o sucessor de Bento XVI. E ainda hoje, até alguns cardeais admitem que a eleição de Jorge Mario Bergoglio foi substancialmente uma surpresa. Talvez não tenha sido assim, e não obstante as fontes contem os fatos de modos diferentes, uma só coisa é certa: que o Espírito Santo foi ajudado por mãos humanas a realizar a sua obra. E que um papel central foi desempenhado pelo cardeal brasileiro Cláudio Hummes.