4 de fev de 2015

Vaticano reconhece martírio de dom Oscar Romero

Dom Oscar Romero
O papa Francisco autorizou na manhã de hoje, 3, a publicação do reconhecimento do martírio do Servo de Deus, dom Oscar Arnolfo Galdámez Romero, arcebispo de El Salvador (América Central). A promulgação do decreto ocorre após 9 anos, e possibilitará o início do processo da causa de beatificação de dom Romero. O postulador da causa é o presidente do Pontifício Conselho para a Família, dom Vincenzo Paglia.

A decisão do papa Francisco foi apresentada durante audiência privada com o prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, cardeal Angelo Amato.  Nesta quarta-feira, 4, será realizada coletiva na Sala de Imprensa da Santa Sé, sobre do processo de beatificação de dom Romero, com presença de dom Vincenzo Paglia.

Defensor dos pobres

Natural de Barrios, em São Miguel, dom Oscar Romero nasceu em 15 de agosto de 1917. O arcebispo foi assassinado brutalmente em 24 de março de 1980, por um franco-atirador, durante homilia na capela do hospital do câncer La Divina Providencia, em São Salvador. O arcebispo teve intensa atuação na defesa dos mais pobres e desprotegidos no conflito armado salvadorenho ocorrido no período de 1980 a 1992.

Em 1996, foi apresentado o processo de beatificação de dom Romero pela Congregação para a Causa dos Santos, mas somente em 2006, houve autorização da Congregação para a Doutrina da Fé. Na diocese salvadorenha, o processo em sua fase diocesana iniciou em 1990. 


Fonte: Site CNBB com informações da Santa Sé. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário